Confira as nossas newsletters Galeria de vídeos

Cotação

0 items

Busca no site

Notícias

quarta-feira, 18 de março de 2020

Alerta: Brasil pode chegar a 4,9 mil casos de Covid-19

Número é resultado de projeções baseadas em outros países e depende de ações tanto individuais, como do governo

Segundo o último balanço divulgado pelo governo, o Brasil tem 350 casos de Covid-19, além de duas mortes confirmadas. Estes números, porém, devem subir bastante nos próximos dias, considerando que a doença possui uma taxa exponencial de transmissão. Agora, um estudo realizado por pesquisadores da PUC-Rio, Fiocruz e Instituto D'Or da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro estima que o número de casos da doença no país pode chegar a 4.970 até o dia 26 de março.

Para chegar a essa projeção, o grupo utilizou o cenário de alguns dos países mais infectados pelo coronavírus, como China, Coreia do Sul, Itália, Irã, dentre outros. Os pesquisadores replicaram a taxa de crescimento de casos até o 50°, em cada um dos países, junto com as medidas de contenção adotadas. Com isso, definiram três cenários: um otimista, um mediano e um pessimista.

Caso o pior dos cenários seja o replicado, o Brasil vai chegar a 4.970 casos nos próximos oito dias. Já se a estimativa mediana for confirmada, serão aproximadamente 3.750 casos, contra 2.314 infectados com o novo coronavírus no melhor dos cenários. A mesma lógica foi aplicada nos estados, o que levou São Paulo a ter até 3.380 casos. Atualmente, são 164 confirmados com a doença no estado.

Fernando Bozza, um dos responsáveis pelo estudo, destacou que as escolhas individuais da população e do governo serão responsáveis para definir qual dos três cenários vai se concretizar. "Elas vão desde estratégias coletivas como o cancelamento de aulas, a diminuição da circulação de pessoas, o home office, o fechamento de academias, igrejas, até quarentena, para estratégias mais individuais como testagem de casos, identificação e quarentena desses casos positivos", afirmou.

De acordo com o pesquisador, ainda é cedo para determinar qual dos cenários o Brasil está caminhando e os próximos dias serão determinantes para definir isso. "É uma situação preocupante que tem grandes chances de ter diferentes cenários a depender das ações que forem tomadas nesse momento", disse Bozza.

"Estou muito esperançoso de que a população brasileira entenderá a gravidade do problema e que tomará todas as medidas para que essa situação seja a menos dramática possível, porque seu potencial é de ser bastante crítico", afirmou.

Fonte: OLHAR DIGITAL

Voltar