Confira as nossas newsletters Galeria de vídeos

Cotação

0 items

Busca no site

Notícias

segunda-feira, 9 de maio de 2022

Pix bate novo recorde de transações diárias

O Pix acaba de bater um novo recorde de transações diárias. Na última sexta-feira, 6 de maio, o sistema de pagamentos desenvolvido pelo Banco Central (BC) registrou 73.198.432 transações.

Vale recordar que o recorde anterior, de pouco mais de 63,5 milhões de transferências, havia sido registrado há cerca de um mês, no dia 7 de abril de 2022. Os números foram divulgados pelo BC.

Em março, o Banco Central informou que o Pix é uma das modalidades de pagamento mais usadas no Brasil. No quarto trimestre de 2021, por exemplo, o sistema foi o mais popular, respondendo por 20,61% das transações realizadas no país - superando o cartão de débito, com 20,28%, e o de crédito, com 19,73%.

Números no primeiro trimestre
No primeiro trimestre deste ano, já foram registradas 3,89 bilhões de operações via Pix, segundo o BC. O líder neste quesito ainda foram os cartões (crédito, débito e pré-pago), com 9,49 bilhões.

Por fim, em volume de transações, o Pix movimentou R$ 1,92 trilhão. O primeiro lugar ficou com as transferências (TED, DOC, TEC, cheque e intrabancárias), com R$ 14 trilhões.

Papel do Pix na inclusão financeira
Além de ter se tornado o método de pagamento queridinho no país, a ferramenta também acelera a inclusão financeira. É o que revela o estudo Beyond Borders, realizado pela fintech EBANX.

Novos meios de pagamento, como o Pix, contribuem para impulsionar o mercado digital na América Latina, região onde quase metade da população não tem conta em banco, destaca a análise. Assim, e-wallets e o pagamento instantâneo do Banco Central do Brasil abriram caminho para que mais de 150 milhões de pessoas comprassem online pela primeira vez. Veja mais detalhes sobre o estudo.

Fonte: OLHAR DIGITAL

Voltar