Confira as nossas newsletters Galeria de vídeos

Cotação

0 items

Busca no site

Notícias

domingo, 15 de maio de 2022

IA em semáforos promete acabar com os congestionamentos

Pesquisadores da Universidade de Aston, na Inglaterra, desenvolveram um novo sistema de semáforos que usa inteligência artificial (IA) para se tornar mais eficiente, facilitando a fluidez do trânsito e evitando o surgimento de longos congestionamentos.

O dispositivo consegue interpretar imagens fornecidas por câmeras urbanas e, em seguida, adaptar a sequência de acendimento das luzes para compensar e validar fatores como distância e velocidade que cada veículo está desenvolvendo, reduzindo os engarrafamentos em tempo real.

"Quando o sistema de aprendizado de reforço profundo entende que não está funcionando bem, ele tenta um curso de ação diferente ou continua a melhorar enquanto progride. Isso faz com que o programa se torne dinâmico e adaptativo, dependendo da situação do momento", explica o professor de ciência da computação George Vogiatzis, autor principal do estudo.

Traffic 3D
Para testar a IA, os pesquisadores construíram um simulador de tráfego fotorrealista de última geração apelidado de Traffic 3D. O programa foi ensinado a interpretar diferentes cenários de tráfego e clima, como dias chuvosos, presença de pedestres ou volume elevado de veículos.

Segundo os cientistas, apensar de ter sido testado em um ambiente totalmente virtual, quando o sistema de inteligência artificial foi utilizado em um cruzamento de verdade, ele se adaptou perfeitamente às condições de clima e de trânsito, provando ser eficaz também situações do mundo real.

"Nós criamos uma espécie de jogo de controle de tráfego. O programa recebe uma recompensa quando um carro passa por um cruzamento, mas se o veículo tem que esperar ou há um congestionamento, existe uma recompensa negativa. Não há nenhuma contribuição nossa, nós simplesmente controlamos o sistema de recompensas", acrescenta Vogiatzis.

Adaptação em tempo real
Atualmente, a principal forma de automação de semáforos depende de fios instalados nas estradas que registram a passagem dos carros. Um sistema faz a conta e, em seguida, reage aos dados. Já a IA criada pelos pesquisadores "vê" o alto volume de tráfego antes que os carros passem pelos semáforos, fazendo com que ela se torne mais responsiva e possa reagir rapidamente.

Outra vantagem, é que o programa pode ser configurado para visualizar e agir em qualquer entrocamento de trânsito - real ou simulado - e começar a aprender de forma autônoma, melhorando o fluxo de veículos conforme o tráfego aumenta ou diminui, em horários de rush ou em períodos mais tranquilos.

"Nosso sistema de recompensa também pode ser manipulado, por exemplo, para encorajar o programa a permitir que veículos de emergência passem rapidamente, ensinando a si mesmo em vez de ser programado com instruções específicas. Se tudo der certo, devemos iniciar os testes em estradas reais ainda este ano", prevê o professor George Vogiatzis.

Fonte: CANALTECH

Voltar